Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autora: Coltro, Leda
Título: Coramento Triboquímico de Polietileno
Ano: 1989
Orientador: Prof. Dr. Fernando Galembeck
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: --
Resumo: Abrasão e polimento são formas de ação triboquímica sobre superfícies de materiais. A abrasão de PEBD em presença de corantes (azul de metileno e/ou Sudan III) causa o coramento do polímero. Esse coramento difere radicalmente do coramento por sorção, no qual só o Sudan é ativo. As amostras abradidas foram preparadas fixando-se o filme polimérico (6x4 cm) com fita adesiva a um suporte de borracha e abradindo as amostras com uma o lixa de óxido de aluminio (n° 400, 3MD e 20 mg de corante, com movimentos circulares, por 30 s. (A incorporação dos corantes ao polimero foi avaliada através de extraçõe com clorofórmio e metanol, em Soxhlet). Em filmes obtidos por sopro, nos quais se observa visualmente a existência de estrias, algumas dessas estrias são fortemente coradas enquanto outras não são coradas. O padrão de coramento das estrias é o mesmo, de ambos os lados do filme e independe da direção do esforço abrasivo sobre a amostra. A remoção, por abrasão, de uma película superficial ( 5 mm) dos filmes de PEBD seguida de abrasão em presença de corante, produz coloração uniforme da superficie. Coloração uniforme também é observada por abrasão de filmes preparados por prensagem a quente. A densidade das estrias coradas e não-coradas é uniforme, dentro de ±3.10 gcm . Foi detectada diferença de cristalinidade entre as estrias coradas e não-coradas por corrosão com ácido permangânico. As estrias em filme de PEBD soprado são originadas, por segregação de frações com diferentes morfologias, durante o processamento do filme. O coramento triboquimico pode ser utilizado para revelar detalhes estruturais de superfícies de peças de polietileno obtidas por extrusão ou sopro. Filmes de PEBD obtidos por sopro revelam em ensaios de erosão, além do estriamento, uma elevada heterogeneidade morfológica à qual pode ser atribuída a reduzida qualidade ótica dos mesmos.
Abstract: Abrasion and polishing are tribochemical agents of surface modification. LDPE is stained by abrasion in the presence of the dyes, methylene blue and Sudan III. This staining pattern is different from that arising by sorption, in which only Sudan is active. LDPE film abrasion was performed on pieces (6x4 cm) held by adhesive tape to rubber mats 400 mesh aluminum paper was used together with 20 mg dye in each assay. Tribochemically incorporated dye can be removed by extraction with solvents. Some stripes in blown LDPE films are strongly stained, others are not. The same discolo- ration pattern is obtained on both film sides and inrespective the direction of abrasion. However, no discotoration pattern is obtained if the top 5 mm layer is removed by abrasion, prior to the abrasion-staining experiment. Compression molded LDPE sample surfaces do not also show any stainis pattern. Stained and non-stained stripes cannot be differentiated by density or IR reflectance measurements, but they can be distinguished by permanganic etchine. We conclude that film stripes are originated by seggregation of fractions with different morphologies, during film fabrication. Etching revealed, beyond that, a high degree of morphological heteroge- neity to which the low opticatl quality of LDPE films can be assiened. These results show that tribochemical staining can be used to reveal morphological features of finished goods made of LDPE.
Arquivo (Texto Completo): vtls000047103.pdf ( tamanho: 6,40MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ