Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autor: Mambrim Filho, Otávio
Título: Processo Híbrido de Polpação Etanol-Soda de Madeira de Eucalipto, com Baixo Teor Alcoólico
Ano: 1989
Orientador: Prof. Dr. Matthieu Tubino
Departamento: Química Analítica
Palavras-chave: --
Resumo: Este trabalho teve por objetivo o desenvolvimento de um processo químico de polpação de madeira, livre de compostos de enxofre de modo a obter celulose de boa qualidade. Estudou-se todas as variáveis de polpação. branqueamento (C.E.H1.H2) e seu reflexo nas propriedades físico-mecânicas da polpa bruta e branqueada, como também, a recuperação do etanol e do álcali utilizados. O método atual de polpaçã, mais usado no Brasil, é o kraft. Apesar de fornecer polpa de alta qualidade, as consequências ambientais são de extrema gravidade devido, principalmente, à liberação de compostos de enxofre como mercaptanas e H2S. Os resultados obtidos neste trabalho indicam a possibilidade de obter polpa celulósica de qualidade próxima à do kraft, através de polpação etanol-soda sem, no entanto, provocar agressão ambiental de gravidade. As pesquisas foram direcionadas no sentido de obter a polpa adequada, dentro das condições atuais de uma planta kraft já instalada. Em outras palavras, teve-se também, em mente, a elaboração de um método de polpação que, além de apresentar as características acima citadas, pudesse ser aplicado, à uma fábrica kraft. sem necessidade de realizar grandes modificações nesta. Para o balizamento desta meta, baseamo-nos nas instalações da RIPASA S.A. Celulose e Papel, em Limeira, São Paulo. Dentro dos aspectos acima levantados sugere-se, em suma, as seguintes condições de polpação; concentração de etanol = ao redor de 20% v/v; concentração de soda = cerca de 20% (como Na20) da temperatura = 60 min; tempo de cozimento a 160°C = 65 min; relação licor/madeira = 4,26/1 1.kg. A polpa obtida apresentou um maior rendimento depurado com baixo teor de rejeitos em relação à soda e à kraft. A viscosidade da polpa branqueada foi próxima à kraft. A recuperação total do etanol utilizado, atingiu cerca de 93%, enquanto que para o álcali ativo titulável, ficou em torno de 12% do inicial. . As polpas do processo etanol-soda, apresentaram um maior volume específico aparente, alvura e opacidade, que a polpa kraft. Nos testes físico-mecânicos mostraram-se de modo geral, intermediárias entre a soda e a kraft, tendendo mais a esta última.
Abstract: The aim of this work was the development of a chemical wood pulping process free of sulfur compounds that could provide a quality cellulose without causing a severe environmental impact. All pulping variables were studied including bleaching (C.E.H1.H2), and physical properties of the crude and bleached pulps. The recovering of ethanol and soda was also verified. Presently, in Brazil, kraft is the most used process. Notwithstanding the excellent quality of the pulp, the sulfur compounds produced, as mercaptans and H2S, are extremely aggressive to the ecology. The results of this work show that it is possible to obtain cellulosic pulp similar to that obtained with the kraft method by ethanol-soda pulping. a considerably less polluting process. The new method was adjusted to the conditions of an already installed kraft plant. As reference the plant of RIPASA SA Celulose e Papel in Limeira. São Paulo, was used. The pulping conditions suggested can be summarized as follows: ethanol concentration, about 20% v/v; soda concentration, ca. 20% (as Na2O), on wood; pulping temperature, 160°C temperature rise time, 60 minutes; pulping time at 160°C, 65 min; liquor to wood ratio, 4.26/1 l/kg. A better yield with lower rejects contents was obtained for the ethanol-soda pulp in relation to the soda and kraft methods. The recovering of the ethanol reached 93%, while for the alkali 12% of the initial quantity was recovered. The ethanol-soda pulps showed a better bulk, brightness and opacity than the kraft ones. Physical properties showed intermediate behaviour between soda e kraft pulps, with some tendencies to the latter.
Arquivo (Texto Completo): vtls000048451.pdf ( tamanho: 7,45MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ