Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autora: Mascioli, Lúcia Carmina
Título: Estudo do Processo de Troca de Cr entre as Formas Cr(III) e Cr(VI) em Meio Aquoso
Ano: 1990
Orientador: Prof. Dr. Kenneth Elmer Collins
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: ---
Resumo: A cinética da troca de Cromo-51 entre Cr (III) e Cr (VI), os estados de oxidação mais estáveis do cromo em solução aquosa, foi estudada em função da concentração destas espécies, do pH, da temperatura e do tempo de reação. Nas condições onde a troca foi estudada, a ocorrência das reações de oxidação do Cr(III) e redução do Cr(VI) também foi avaliada. À baixas concentrações de Cr (III) e Cr (VI) (da ordem de 10 M), foi observado que a redução do Cr(VI) ocorre simultaneamente à reação de troca isotópica, tanto a 80 como a 95°C. A oxidação do do Cr(III) não foi observada a níveis apreciáveis. Para o cálculo da velocidade de troca isotópica, foram empregados dados de acompanhamento do sistema dentro do intervalo de tempo no qual a redução do Cr (VI) é menor que 2%. À altas concentrações de Cr (III) e Cr (VI) (da ordem de 10 M), dentro do intervalo de tempo estudado, não foram observadas a oxidação do Cr(III) e nem a redução do do Cr(VI), a níveis apreciáveis. Os valores de velocidade de troca isotópica à baixas concentrações de Cr(III) e Cr(VI) (da ordem de 10 M), representam uma extensão significativa dos valores da literatura. Na região de altas concentrações de Cr(III) e Cr(VI), os valores de velocidade de troca obtidos neste trabalho foram comparados com os já existentes na literatura. As diferenças observadas foram explicadas em termos das técnicas experimentais empregadas que, apesar de serem basicamente as mesmas, são mais aprimoradas no presente trabalho.
Abstract: The kinetics of Chromium-51 exchange between Cr(III) and Cr(VI), the most stable chromium oxidation states in aqueous solution, was studied as function of species concentration, pH, temperature and reaction time. The occurrence of Cr(III) oxidation and Cr(VI) reduction was evaluated under conditions in which the exchange was studied. At low Cr(III) and Cr(VI) concentrations, approximately 10 M, the Cr(VI) reduction was observed to occur simultaneously to the isotopic exchange, both at 80 and 95°C. The Cr(III) oxidation was not observed to occur at a detectable rate. For the isotopic exchange rate studies, the data were obtained in a time interval in which the Cr(VI) reduction was lower than 2%. At high Cr (III) and Cr (VI) concentrations, approximately 10M, in the studied time interval, neither the Cr(III) oxidation nor the Cr(VI) reduction occurred at an appreciable rate. The isotopic exchange rates at low Cr (III) and Cr (VI) concentrations, approximately 10M, given by this work, greatly extend the concentration range of previous work. At high Cr (III) and Cr (VI) concentrations, the isotopic exchange rates calculated are compared with those of the literature. The observed differences are explained in terms of the experimental techniques used: the present work has employed better experimental methods and improved instrumentation.
Arquivo (Texto Completo): vtls000029167.pdf ( tamanho: 3,92MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
2012-2014 BIQ