Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autor: Lago, Rochel Montero
Título: Desoxigenação de Metanol com Monóxido de Carbono Catalisada por Compostos de Metais de Transição
Ano: 1991
Orientador: Prof. Dr. Ulf Friedrich Schuchardt
Departamento: Química Inorgânica
Palavras-chave: --
Resumo: Estudou-se o efeito catalítico de compostos de metais de transição em presença de bases na reação de desoxigenação de metanol com monóxido de carbono. Utilizou-se como precursores dos catalisadores os compostos Mo(CO)6, Ni(acac)2, Mn(acac)2, Fe(CO)5, RhCl3, 3H2O, RuCl3 e CO2 (CO)8. A análise por cromatografia gasosa dos produtos gasosos e líquidos revelou a presença de hidrogênio, metano, monóxido e dióxido de carbono, os álcoois etanol, n-propanol, n-butanol e dos ésteres formiato e acetato de metila. Nas reações realizadas a 200°C não observou-se a formação de metano, mesmo na presença de catalisadores. A 280°C a produção de metano é catalisada por alguns dos compostos de metais de transição. Mo(CO)6 não mostrou atividade catalítica e Ni(acac)2 e Mn(acac)2 inibem a formação de metano no início da reação. Co2 (CO)8 mostrou a maior atividade catalítica para a produção de metano, dependendo da concentração de base, da pressão de monóxido de carbono, da presença de iodeto de potássio, do tempo e da temperatura de reação. A quantidade ótima de base para a produção de metano foi de 50 mmol. O aumento na pressão de monóxido de carbono mostrou pouca influência na quantidade dos produtos líquidos, causando porém um aumento aproximadamente proporcional nos produtos gasosos. A reação realizada a 360°C e 300 min mostrou o maior rendimento em metano, correspondendo a cerca de 62 % do monóxido de carbono convertido. Iodeto de potássio atua como promotor nas reações realizadas a 360°C. As decomposições dos ésteres formiato e acetato de metila em presença de Co2 (CO)8 sob atmosfera de argônio produziram quantidades relativamente grandes de metano. Isso mostra que estes ésteres são intermediários na conversão de metanol a metano. O efeito do tempo de reação foi estudado para a decomposição de acetato de metila, enquanto para a decomposição de formiato de metila o efeito da quantidade do éster e da pressão de monóxido de carbono foram investigados. Baseados nestes resultados, um mecanismo tendo os ésteres formiato e acetato de metila como intermediários é proposto.
Abstract: The catalytic effect of transition metal compounds in the presence of base has been studied for the deoxygenation of methanol with carbon monoxide. The compounds Mo(CO)6, Ni(acac)2, Mn(acac)2, Fe(CO)5, RhCl3.3H2O, Rh2Cl2(CO)4, RuCl3 and CO2 (CO)8 were used as catalyst precursors. Gas chromatographic analysis of the gas and liquid reaction products show hydrogen, methane, carbon monoxide, carbon dioxide, the alcohols ethanol, n-propanol, n-butanol and the esters methyl formate and methyl acetate. In the reactions carried out at 200°C methane formation is not observed even in the presence of catalyst. At 280°C, methane production is catalyzed by some of the transition metal compounds. Mo(CO)6 has no catalytic activity and Ni (acac)2 and Mn(acac)2 inhibit the methane formation at the beginning of the reactions. Co2 (CO)8 shows the highest catalytic activity for methane production, which also depends on the base concentration, the carbon monoxide pressure, the presence of potassium iodide, the reaction time and the temperature. The optimum quantity of base for methane production is 50 mmol. Increasing the carbon monoxide pressure produces an approximately proportional increase in the gas products and a small effect on the liquid products. The reactions carried out at 360°C for 300 min show the highest yields in methane, corresponding to about 62 % of the converted carbon monoxide. Potassium iodide acts as a promotor in the reactions carried out at 360°C. The decompositions of methyl formate and methyl acetate in the presence of CO2 (CO)8 under an argon atmosphere produce relatively large amounts of methane. This shows that these esters are intermediates in the conversion of methanol to methane. The effect of reaction time was studied for the methyl acetate decomposition while for the methyl formate decomposition the effects of carbon monoxide pressure and the quantity of ester were investigated. Based on these results, a mechanism is proposed which has methyl formate and methyl acetate as intermediates.
Arquivo (Texto Completo): vtls000031969.pdf ( tamanho: 2,22MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
2012-2014 BIQ