Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autora: Justo, Giselle Zenker
Título: Radical 2-Feniletila: Geração e Reatividade com o Ácido Desoxirribonucleico
Ano: 1992
Orientador: Prof. Dr. Nelson Eduardo Durán Caballero
Departamento: Química Orgânica
Palavras-chave: --
Resumo: A fotoirradiação do ácido hidrocinâmico, bem como do peróxido de dihidrocinamoila, geram eficientemente o radical 2-feniletila, como demonstrado por experimentos de captação de spin. Na oxidação do anti-depressivo fenelzina (2-feniletil idrazina), promovida por ferricianeto, a formação do radical 2-feniletila demonstrada recentemente por outros pesquisadores comprovam nossos resultados. Estudos recentes demonstraram que o radical 2-feniletila também é um importante produto da oxidação da fenelzina catalisada por oxihemoglobina, microssomos de fígado de rato e neutrófilos. A possível relevência de radicais de carbono na indução de processos carcinogênicos por derivados de hidrazina foi explorada por estudos de interação entre o radical 2-feniletila, gerado nos sistemas químico e fotoquímico, e na presença do DNA. O radical de carbono gerado em nossas reações induz quebras de fita-simples em DNA de plasmídeo pBR 322. Experimentos envolvendo complexação de DNA de timo de bezerro com Tb(III) e DAPI (4',6'-diamidino-2 fenilindol), bem como hidrólise com formaldeído comprovam tal afirmação. A hipótese de uma boa correlação entre a extensão de quebras no plasmídeo e a formação do radical 2-feniletila deriva destes experimentos. O radical tem preferência por ataque a resíduos de guanina, como observado por experimentos de cromatografia líquida de alta pressão e cálculos teóricos efetuados pelo método MNDO (modified neglect differential overlap). Os resultados indicam que o radical 2-feniletila é, além de produto da oxidação da fenelzina, também resultado importante da irradiação do ácido hidrocinâmico sob anaerobiose e que esta espécie pode danificar o DNA. Este trabalho complementa dois aspectos que devem ser considerados para se analisar a relevância da ocorrência de espécies radicalares de carbono em processos biológicos. Um deles está relacionado com as consequências que tais espécies causam nas células, referente aos danos oxidativos. O outro está relacionado com o papel funcional destes radicais nos sistemas biológicos como iniciadores dos mecanismos de carcinogênese, nos quais poderiam estar envolvidos processos mutagênicos.
Abstract: The photoirradiation of the hydrocynnamic acid (3-phenylpropionic acid), likewise dihydrocynnamoil peroxide, efficiently generates the 2-phenylethyl radical, as demonstrated by spin-trapping experiments. ln the oxidation of the anti-depressant, phenelzine (2-phenylethylhydrazine), promoted by ferricianide the formation of the carbon centered radical was also demonstrated by other researchers that confirmed our results. Recent results showed that the 2-phenylethyl radical is also an important product of the microssomal oxidation and in the catalysis by oxyhemoglobin. The relevance of carbon-centered radicaIs in induced carcinogenesis is explored by studies of interaction between the 2-phenylethyl radical and the DNA. The carbon-centered radical, generated in our reactions, induces DNA strand scission in pBR 322. Complexation of the DNA with Tb(III) and DAPI studies, likewise hydrolise with formaldehyde have a clear correlation between the 2-phenylethyl radical formation and the strand scission activity. The carbon-centered radical has a selectivity for attacking guanine residues as established by liquid chromatography and teoretical calculations (MNDO method). The results indicate that the 2-phenylethyl radical is an important product in the photochemical system and that this species can directly damage DNA. This work shows two aspects that might be considered to analyse the relevance of radical species in biological process: the consequences regarding oxidative damages at cellular levels and their role in biological systems as initiators of carcinogenic mecanisms, including mutagenic process.
Arquivo (Texto Completo): vtls000042140.pdf ( tamanho: 4,81MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ