Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autor: Sena, Marcelo Martins de
Título: Aplicação de Métodos Quimiométricos na Especiação de Cromo(VI) em Solução Aquosa
Ano: 1996
Orientadora: Profa. Dra. Carol Hollingworth Collins
Coorientadora: Profa. Dra. Ieda Spacino Scarminio
Departamento: Química Analítica
Palavras-chave: Cromo, Quimiometria, Espectrofotometria, UV/visível
Resumo: Na literatura existe muita controvérsia com respeito a quais espécies de Cr(VI) existem em solução aquosa, seus espectros, suas distribuições e as constantes de equilíbrio envolvidas. Com a finalidade de se estudar a distribuição das diferentes espécies de Cr(VI) em soluções aquosas diluídas, aplicou-se uma combinação de métodos quimiométricos ao tratamento de espectros de absorção UV/Visível de soluções de dicromato de potássio, visando a determinação do número de espécies presentes, suas concentrações relativas e seus espectros puros, em função do pH e da concentração de Cr(VI). Utilizando-se a Análise de Fatores do Modo. Q de Imbrie, seguida de Rotação Varimax e Projeção Oblíqua de Imbrie, foi possível estimar a composição dos equilíbrios sem o conhecimento anterior dos componentes puros. Combinando-se estes resultados com o Método da Matriz K, foi possível a obtenção dos espectros das espécies puras. Os resultados foram reforçados pela utilização de outros métodos quimiométricos, tais como Análise de Correspondência e Análise de Fatores Evolutiva. Inicialmente, foram estudados conjuntos de soluções em duas concentrações de Cr(VI), 3,3.10 e 3,3.10 mol/L, com uma variação de pH entre 1 e 12 (usando-se HCIO4 ou NaOH). Nesta faixa de pH os resultados indicaram a presença de dois fatores, identificados como relativos aos íons CrO4 (cromato), predominante em meio básico, e HCrO4¨ (bicromato), predominante em meio ácido. Estendendo-se a faixa de análise ao meio ácido concentrado (até [H] = 6,0 moI/L, pH = -0,78), acrescentou-se mais um fator ao modelo, associado à espécie neutra H2CrO4 (ácido crômico). As espécies foram identificadas com base nos espectros obtidos e as suas distribuições foram comparadas com a literatura. Verificou-se ainda que resultados com força iônica controlada (NaCIO4 0,5 mol/L, pH entre 1 e 12), não mostraram uma grande diferença em relação àqueles sem controle de força iônica.
Abstract: Which species of Cr(VI) are present in aqueous solution, their spectra and their equilibria, are subject of great discussion in the literature. In this work, some chemometric methods were applied to UV/VIS spectra of K2CrO4 solutions, in order to estimate the composition of the equilibria without any previous knowledge of the pure components, using the Imbrie Q-Mode Factor Analysis, followed by Varimax Rotation and Imbrie Oblique Projection. By combining these results with the K-Matrix Method, it was possible to obtain the pure spectra of the species. Other chemometric methods, such as Correspondence Analysis and Evolving Factor Analysis were used to confirm these results. Sets of 3.3x10 and 3.3x10 mol/L Cr(VI) solutions were studied. In the pH range from 1 to 12, two factors were identified: CrO4 and HCrO4¨. When the analysis is extended to concentrated acid media ( until [H+] = 6,0 moI/L, pH = -0,78 ), another factor appears, H2CrO4. The spectra of the pure components were identified by comparision with the literature.
Arquivo (Texto Completo): vtls000111600.pdf ( tamanho: 2,41MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ