Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autor: Lugo Rivera, José Francisco
Título: Estudo da Redução de Cr(VI) por Ácido Nítrico
Ano: 1997
Orientadora: Profa. Dra. Carol Hollingworth Collins
Departamento: Química Analítica
Palavras-chave: Cromo, Redox ácido, Especiação
Resumo: O cromo apresenta vários estados de oxidação, dos quais o Cr(VI) e o Cr(III) são os mais estáveis em solução aquosa. Em geral, as soluções de Cr(VI) são consideradas indefinidamente estáveis enquanto a distribuição entre as diferentes espécies hidrolíticas depende somente da concentração de Cr(VI) e do pH da solução. Por outro lado, tem sido constatado que, sob certas condições, soluções aquosas de Cr(VI) são instáveis em relação à redução a Cr(llI). Com o intuito de verificar tal instabilidade, foram estudadas soluções aquosas de Cr(VI) marcadas com Cr-51, na faixa de concentração de 10 a 10 mol.L em ácido nítrico, na faixa de concentração de 10 a 2 mol.L. A especiação Cr(VI)/Cr(III) foi acompanhada através da separação por troca iônica, com a quantificação baseada em medidas da radioatividade presente nas diferentes frações coletadas. Análises cromatográficas completas das soluções aquosas foram feitas por cromatografia de troca catiônica, usando-se diferentes eluentes a base de HCIO4 e Ca(NO3)2. Os resultados mostram que as soluções ácidas de Cr(VI) estudadas são instáveis com relação à redução a Cr(lIl). A velocidade da redução mostrou ser dependente da concentração do Cr(VI) (maior redução em concentrações menores) e da concentração do ácido (maior redução em concentrações maiores). As análises cromatográficas mostram a presença de várias espécies de Cr(lIl) como produtos da redução.
Abstract: Chromium exists in several oxidation states, Cr(VI) and Cr(Ill) being those stable in aqueous solution. Normally, the aqueous solutions of Cr(VI) are assumed as indefinitely stable while the hydrolytic species distribution depends only on the Cr(VI) concentration and pH. On the other hand, under certain conditions, aqueous solutions of Cr(VI) are unstable, leading to reduction to Cr(III). The objetive of the present work was to verify the stability of the aqueous acid solutions of Cr(VI), using Cr-51 as a tracer, in the concentration range of 10 to 10 mol.L. Nitric acid, in the concentration range of 10 to 2 mol.L, was the acid medium. The Cr(VI)/Cr(llI) speciation was made through an ion exchange separation procedure, using the radioactivity measurements in collected fractions to indicate the quantities of Cr(VI) and Cr(III). Cation exchange chromatography was used for the reduction product analysis. The results show that the aqueous acid solutions of Cr(VI) studied were unstable leading to reduction to Cr(III). A dependence of the reduction velocity with Cr(VI) concentration (higher reduction at lower concentrations) and nitric acid concentration (higher reduction at higher concentrations) was observed. The chromatographic results show several Cr(III) species as reduction products.
Arquivo (Texto Completo): vtls000115800.pdf ( tamanho: 24,4MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ