Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autora: Higarashi, Martha Mayumi
Título: Processos Oxidativos Avançados Aplicados à Remediação de Solos Brasileiros Contaminados com Pesticidas
Ano: 1999
Orientador: Prof. Dr. Wilson de Figueiredo Jardim
Departamento: Química Analítica
Palavras-chave: Dióxido de Titânio, Fenton, Organoclorados
Resumo: A remediação de solos contaminados com herbicidas organoclorados utilizando processos oxidativos avançados foi avaliada neste trabalho através do estudo dos seguintes sistemas: a) Dióxido de Titânio (TiO2); b) Peróxido de Hidrogênio (H2O2) ; c) Reagente de Fenton (Fe H2O2) e d) tratamentos combinados H2O2+TiO2 e Reagente de Fenton+TiO2. Todos os tratamentos foram realizados sob iluminação UV / Vis (solar ou artificial) sendo que a luz solar demonstrou ser mais eficiente que a luz negra. Os experimentos foram realizados em placas de Petri contendo 50g de solo contaminado com 100 mg.kg de pesticida. Foram avaliados três herbicidas (Diuron Nortox®, Tordon® e Pentaclorofenol) em quatro matrizes [areia, solo arenoso e dois solos argilosos contendo 0,3% e 1,6% (m/m) de matéria orgânica]. Nos sistemas contendo TiO2 incorporado 1% (m/m) foram obtidos t1/2 de 10 à 40 h conforme o pesticida estudado. A concentração de TiO2 (0,1 a 2%) e de herbicida (10 a 100 mg.kg) bem como a adição de Ca(OH)2, não afetam a fotodegradação. Entretanto, a adição de H2O [10%(m/m)] duplica a sua velocidade. Nos processos com Reagente de Fenton (18,1 g.kg de H2O2 e 0,2 g.kg de Fe) e H2O2, a degradação apresentou t1/2 inferiores a 60 min.. Nos tratamentos combinados, não foi observada a diminuição no t1/2 utilizando o reagente de Fenton+TiO2 comparado ao reagente de Fenton sozinho. Entretanto, para H2O2+TiO2, a redução é bastante expressiva. Nos experimentos com solos, a degradação catalisada por TiO2 ocorre mais lentamente, sobretudo em solo com mais matéria orgânica, com t1/2 de 20 à 120 h e a aplicação do tratamento com reagente de Fenton aos solos apresentou eficiência somente para aqueles com menor teor de matéria orgânica, pois nenhuma degradação foi verificada no solo argiloso com 1,6% (m/m) de matéria orgânica.
Abstract: The remediation of chlorinated herbicides using Advanced Oxidative Processes was assessed in this work studying different systems: a) Titanium Dioxide (TiO2), b) Hydrogen Peroxide (H2O2), c) Fenton Reagent (Fe+H2O2) and d) H202+TiO2 and Fenton Reagent+TiO2. All treatments were carried out under UV / Vis light (sun and artificial), but the sun light was more efficient than Black light in all processes. The experiments were carried out in Petri dish with 50 g of contaminated soil (100 mg.kg of pesticide). Three herbicides (Diuron Nortox®, Tordon® and Pentachlorophenol) in four different matrices (sand, sandy soil and two clay soil with 0.3 and 1.6% of organic matter were studied. The t1/2 (half-life time) obtained from the treatment of sand with TiO2 (1% w/w) varied from 10 to 40 h according to the pesticide. The concentration of TiO2 (from 0.1 to 2%) and pesticide (from 10 to 100 mg.kg) as well as the spike of Ca(OH)2 have no effect in the degradation of pesticides. However, water (10% w/w) increases twice the degradation rate. In the experiments with Fenton reagent ( 18.1 g.kg of H2O2 and 0.2 g.kg of Fe(II)) and H2O2, the t1/2 of all pesticides were below 60 min. In the treatment using Fenton reagent+TiO2, there are no difference in the degradation compared to the Fenton reagent only. On the other hand, for H2O2+TiO2 the degradation is faster than H2O2 alone. In the experiments with soils, the degradation rates are smaller than in the sand, mainly in soil with high organic content, with t1/2 from 20 to 120 h, and for the Fenton Reagent, the treatment was efficient only for soil with low organic content, and no degradation was observed in clay soil with 1.6% oforganic matter.
Arquivo (Texto Completo): vtls000188812.pdf ( tamanho: 3,45MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ