Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autor: Rover Júnior, Laércio
Título: Construção e Avaliação de Biossensor Amperométrico para Salicilato Usando Salicilato Hidroxilase Imobilizada em Matriz de Polipirrol com Glutaraldeído
Ano: 1999
Orientador: Prof. Dr. Graciliano de Oliveira Neto
Coorientador: Prof. Dr. Lauro Tatsuo Kubota
Departamento: Química Analítica
Palavras-chave: Salicilato, Biossensor amperométrico, Imobilização eletroquímica
Resumo: Esta tese descreve a construção de um biossensor para determinação de salicilato em soro sanguíneo, baseado na enzima salicilato hidroxilase (EC 1.14.13.1), a qual foi imobilizada eletroquimicamente em suporte polimérico de polipirrol com glutaraldeído, usado para melhorar o tempo de vida do biossensor, empregando eletrodo de carbono vítreo como sensor base. O hexacianoferrato (II) foi incorporado no sistema polimérico como mediador redox para minimizar possíveis interferências. O salicilato, na presença de b-NADH (nicotinamida adenina dinucleotídeo) e oxigênio, é enzimaticamente transformado em catecol, o qual é monitorado amperometricamente a + 0,170 V vs. ECS (eletrodo de calomelano saturado). A determinação de salicilato foi conduzida usando uma relação entre b-NADH e salicilato em 4:1 (30 °C). A resposta amperométrica do biossensor mostrou-se linearmente proporcional na faixa de concentrações de salicilato entre 2,3 10 e 1,4 10 mol L, utilizando-se tampão fosfato 0,1 mol L (pH=7,8), contendo KCl 0,1 mol L e Na2H2Y 5,0 10 mol L, como eletrólito de suporte. Amostras de soro sanguíneo analisadas pelo biossensor mostraram boa correlação quando comparadas com método de referência (Trinder), apresentando desvios relativos inferiores a 7,0%. O nível de interferência para vários compostos estudados exibiram percentagens de recuperação entre 96,4 e 104,8%, com maior nível devido aos ácidos gentíssico (108,4%) e L-ascórbico (93,7%). O tempo de resposta para o biossensor foi de 16 s na faixa de concentração avaliada, com tempo de vida útil de cerca de 40 dias, em uso contínuo.
Abstract: This thesis describes the construction of a biosensor for the salicylate determination in blood serum, based on the enzyme salicylate hydroxylase (EC 1.14.13.1), which was electrochemically immobilized onto a polypyrrole polymeric support with glutaraldehyde, to improve the biosensor lifetime, employing a glassy carbon-working electrode as sensor base. The hexacyanoferrate (II) was also incorporated to work as a redox mediator to minimize possible interferences. The salicylate is enzymatically converted to catechol, which is monitored amperometrically at + 0.170 V vs. SCE (saturated calomel electrode). Salicylate determination was carried out using a ratio between b-NADH and salicylate of 4:1 (at 30 °C). The amperometric response of the biosensor was linearly proportional to the salicylate concentration between 2.3 10 and 1.4 10 mol L, in 0.1 mol L phosphate buffer (pH=7.8), containing 0.1 mol L KCl and 5.0 10 mol L Na2H2Y, as supporting electrolyte. Blood serum samples analyzed by this biosensor showed a good correlation compared to the spectrophotometric method (Trinder) used as reference, presenting relative deviations lower than 7.0 %. The recovery studies, in presence of several interfering compounds, showed recoveries between 96.4 and 104.8 %, except to gentisic (108.4 %) and L-ascorbic (93.7 %) acids. The biosensor response time was 16 s in the concentration range evaluated, with 40 days of useful lifetime, using it continuously.
Arquivo (Texto Completo): vtls000188719.pdf ( tamanho: 2,89MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ