Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autora: Biloti, Débora Nakai
Título: Estudos sobre o Antineoplásico CPT-11: I. Interação com Albumina de Soro Humano (HSA); II. Encapsulação e Caracterização de CPT-11 em Lipossomas Estericamente Estabilizados
Ano: 2002
Orientador: Prof. Dr. Francisco Benedito Teixeira Pessine
Coorientadora: Profa. Dra. Maria Helena Andrade Santana
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Antineoplásico, Lipossomas, Albumina, Fluorescência
Resumo: Este projeto foi motivado pela expectativa de que medicamentos empregados no tratamento contra o câncer tenham sua eficácia melhorada e seus efeitos colaterais reduzidos quando encapsulados em lipossomas. A primeira parte do trabalho consistiu no estudo da interação do antineoplásico CPT-11 com a albumina de soro humano (HSA), para avaliar se existe a estabilização de sua forma lactona na presença de HSA e se ocorrem mudanças na estrutura secundária desta proteína, devido à interação com CPT-11, a partir da cinética de hidrólise de CPT-11, monitorada pelos espectros de fluorescência, em diferentes concentrações de HSA. O tratamento quimiométrico dos dados espectroscópicos indicaram que, na presença de HSA em concentração similar à encontrada em condições fisiológicas (30mg/mL), uma nova espécie é formada, devido à rápida complexação entre HSA e a forma lactona, produzindo um espectro diferente se comparado com o da forma lactona livre. Com estes resultados, propusemos um mecanismo de reação entre CPT-11 e HSA. Tal mecanismo só foi possível de ser elucidado via tratamento dos dados com a quimiometria, demonstrando a utilidade desta técnica. Outra conclusão obtida através de quimiometria foi que, na estequiometria 1:1, a albumina não interage com a forma lactona de CPT-11, contradizendo trabalhos existentes na literatura. A segunda parte do projeto consistiu na preparação e caracterização de lipossomas LUV estericamente estabilizados, produzidos com os lipídios sintéticos DSPC, DSPE-PEG2000, DSPG e colesterol, contendo o fármaco encapsulado. Estudos sobre a cinética de hidrólise de CPT-11 encapsulado, complementados com os estudos sobre a migração de prótons através da bicamada lipídica, monitorada a partir dos espectros de fluorescência de 9-aminoacridina em várias soluções tampão com diferentes pHs, indicaram que o sistema lipossomal consegue manter o fármaco CPT-11 estável, evitando sua hidrólise em pH fisiológico.
Abstract: This project was motivated by the prospects of both an improvement in the efficacy of anticancer drugs and a reduction in their side effects as a result of being encapsulated in liposomes. The first part of this work consisted in the study of the interaction between the antineoplasic drug CPT-11 and Human Serum Albumin (HSA), in order to evaluate the stability of the lactone form in the presence of HSA, through the kinetic behavior of CPT - 11 hydrolysis. Our study also aimed at verifying whether modifications in the secondary structure of the protein would occur due to its interaction with CPT-11. Both type of experiments were carried out by monitoring the fluorescence spectra of CPT-11 in the presence of different HSA concentrations. A chemometric approach showed that, in a physiological HSA concentration (30mg/mL), a new species is formed, due to the rapid interaction between HSA and CPT-11 lactone form, which has a different spectrum compared to the free lactone one. Based on these results, we proposed a mechanism of reaction between CPT-11 and HSA. The understanding of this mechanism was only possible by using chemometrics, indicating the benefits of this technique. Moreover , chemometrics evidenced that using 1:1 stoichiometry, HSA does not interact with lactone form of CPT-11, contradicting the researches in the literature. The second part involved the preparation and characterization of LUV sterically stabilized liposomes, with DSPC, DSPE-PEG2000, DSPG and cholesterol, including CPT-11. The kinetic behavior of the hydrolysis of included CPT-11, combined with the study of proton migration through lipid bilayer, according to fluorescence spectra of 9-aminoacridine in different pH buffers, showed that our liposomal system can maintain CPT-11 in a stable form, avoiding its hydrolysis in physiological pH, for a long period of time.
Arquivo (Texto Completo): vtls000281982.pdf ( tamanho: 3,70 MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ