Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
Primeira Tese Defendida no IQ-UNICAMP
 
Autor: Airoldi, Claudio
Título: Sobre os Compostos de Adição entre Brometos dos Lantanídeos e N,N-Dimetilacetamida e o Comportamento de Alguns Sais de Terras Raras Nesse Solvente
Ano: 1970
Orientador: Prof. Dr. Geraldo Vicentini
Departamento: Química Inorgânica
Palavras-chave: -
Resumo: O presente trabalho envolveu, inicialmente, a preparação de compostos de adição entre brometos lantanídicos, inclusive o ítrio e a dimetilacetamida. Duas séries de compostos foram obtidas, sendo uma de compostos anidros, de composição geral LnBr3.5DMA (Ln = La, Ce, Pr, Nd, Sm, Eu, Gd, Tb e Dy). Na segunda série obtivemos compostos hidratados de fórmula geral LnBr3.5DMA.3H2O (Ln = Ho, Er, Tm, Yb, Lu e Y), fato que foi comprovado por meio de análise e pelos espectros na região do infra-vermelho. Os compostos apresentaram, de acôrdo com os diagramas de raios-X (método do pó), três séries isomorfas. A primeira série compreende os compotos do lantânio até o európio e a segunda os compostos de gadolínio, térbio e disprósio. A terceira série compreende todos os compostos hidratados. Os espectros na região do infra-vermelho permitiram concluir que a ligação da DMA se dá através do grupo carbonila, notando-se um deslocamento pronunciado da vibração de estiramento do grupo C=O para regiões de menor frequência (~ 60 cm ). Medidas de condutância em nitrometano forneceram valores que se aproximam daqueles que corresponclem a eletrólitos do tipo 1:1 e em DMA valôres que correspondem, aproximadamente, a eletrólitos do tipo 1:2. Na segunda parte dêste trabalho estudamos o comportamento de soluções de percloratos anidros de terras raras em relação a soluções de cloreto de lItio, brometo, iodeto, tiocianato e nitrato de sód!o, em DMA, por via condutométrica com o objetivo de constatar as possíveis interações entre o cátion lantanídico e os ânions dos sais estudados. Inicialmente procuramos verificar o comportamento dos percloratos dos lantanídeos e dos demais sais isoladamente, para em seguida estudar as interações. Os resultados obtidos permitiram evidenciar a existência de espécies catiônicas e neutras,de composição LnX e LnX2, onde X = Cl, Br e NCS e NO3 e LnX3 onde X = Cl, Br e NCS. Com o objetivo de obter outras evidências da existência dessas espécies executamos também um estudo espectrofotométrico entre os percloratos de neodímio, holmio e érbio, com cloreto de lItio, nitrato e brometo de sódio, na própria DMA. Através do método da razão molar pudemos novamente constatar espécies LnX , LnX2 e LnX3 onde X = Cl, Br e NO3. É interessante salientar que essas espécies devem estar solvatadas pela DMA e ainda que em nenhum caso se pode comprovar a existência de espécies aniônicas nas condições de trabalho.
Abstract: -
Arquivo (Texto Completo): vtls000124425.pdf ( tamanho: 979KB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ