Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autor: Almeida, Edna dos Santos
Título: Tratamento do Efluente da Indústria de Queijos por Processos Biológicos e Químicos
Ano: 2004
Orientador: Prof. Dr. Nelson Eduardo Durán Caballero
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Soro de queijo, Iodo ativado, Fermentação, Ozonização
Resumo: Neste trabalho foi estudada a utilização de processos biológicos e químicos, bem como a possibilidade de combinação destes processos, para a remoção da carga orgânica do soro de queijo (DQO de 50-80 g L). O lodo ativado e a fermentação com levedura foram empregados no tratamento biológico deste rejeito. O processo químico estudado foi a ozonização. Realizou-se também um breve estudo do emprego do processo fotocatalítico. A eficiência do tratamento foi determinada em função da remoção de DQO, DBO e COD do efluente. O tratamento com ozônio foi realizado variando-se a dose de ozônio, o pH e o tempo de tratamento, e no entanto, este processo não demonstrou potencial para tratar este efluente. O processo fotocatalítico também não foi eficaz no tratamento do soro de queijo. O tratamento de soro de queijo pelo processo de lodo ativado processo foi eficiente em um tempo relativamente curto para diluições do efluente bruto de até 10 vezes, uma vez que se obteve taxas de remoção da carga orgânica acima de 90 % em todos os ensaios realizados; acima desta ordem de diluição ocorre o intumescimento do lodo ativado, o qual compromete o tratamento. O processo fermentativo empregando a levedura K. marxianus mostrou-se como uma boa alternativa para o tratamento do soro de queijo, atingindo taxas de remoção da DQO do efluente bruto de cerca de 84 %. O processo combinado fermentação/lodo ativado foi o que apresentou o melhor resultado, pois o tratamento pelo processo fermentativo reduz consideravelmente a carga orgânica do soro de queijo, e a remoção da carga orgânica do efluente fermentado diluído cerca 5 vezes (DQO 3610,1 mg L) foi 94,9%.
Abstract: The aim of this work was to study biological and chemical processes for the removal of organic matter (COD 50-80 g L) in whey. The potential use of combined biological and chemical processes was evaluated. Activated sludge and fermentation were used in the biological treatment of whey. The chemical process studied was ozonation and an exploratory assay of photocatalytical treatment was carried out. The efficiencies of the treatments were evaluated in function of the chemical oxygen demand (COD), biochemical oxygen demand (BOD) and dissolved organic carbon (DOC) removals. Ozone treatment was carried out in different ozone doses, pHs and treatment times. However, this process did not demonstrate potential to treat this effluent. The photocatalytical process was also inefficient. The activated sludge process was efficient for the crude effluent diluted 10 times, with organic matter removal higher than 90% in all experiments; at higher dilution rates, the bulking of activated sludge was observed. Fermentative process using the yeast K. marxianus was shown to be a good alternative for the whey treatment, and reached crude effluent DQO removal of approximately 84%. The combined process fermentation/activated sludge showed good results for the whey treatment, because the fermentation process strongly reduces the organic matter of whey and the removal of organic matter in fermented effluent diluted 5 times (COD 3610.1 mg L) was 94,9%.
Arquivo (Texto Completo): vtls000345134.pdf ( tamanho: 2,98 MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
2012-2014 BIQ