Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autor: Baldi, Leonardo Dela Coleta
Título: Avaliação da Polaridade Superficial de Náilons por Espectroscopia de Fluorescência
Ano: 2004
Orientadora: Profa. Dra. Teresa Dib Zambon Atvars
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Fluorescência, Pireno, Náilon
Resumo: Este trabalho trata da determinação da polaridade superficial de diferentes tipos de náilons, previamente caracterizados por métodos térmicos de análise (DSC e TGA), infraverrnelho (FT-IR) e difratometria de raios-X (XRD): -6, -6,6, -6,10, -6,12 e -11. O náilon-6,9, incluído neste trabalho, foi caracterizado apenas por FT-IR e XRD. Para tanto, empregou-se urna metodologia baseada nas propriedades de fluorescência do pireno, uma molécula cuja estrutura vibrônica em particular é fortemente dependente da polaridade do meio. Mostrou-se que ambos intensidades vibrônicas e decaimentos de fluorescência dependem da polaridade superficial dos náilons estudados, e que esses polímeros podem ser classificados em termos de polaridade de acordo com sua classe, AB (náilons -6 e -11) ou AABB (náilons-6,6, -6,9, -6,10 e -6,12). Na qualidade de sensor de polaridade, o pireno mostra que sistemas mais polares apresentam menor tempo de decaimento e maior valor da relação II/IIII (valor obtido a partir do espectro de fluorescência do pireno adsorvido na matriz polimérica). Os náilons podem então ser comparados a solventes comuns, utilizando-se os valores da escala de polaridade py do pireno. Este mostrou ser uma sonda de curto alcance: caso o polímero possua monômero cujo comprimento linear ultrapasse 7Å, o pireno já não mais "sente" a polaridade do meio que o circunda. É válido notar que tal metodologia é completamente geral e não requer preparação prévia das amostras, que podem estar na forma de pó, pérolas ou filmes (independente da espessura).
Abstract: This work reports the determination of polarity of the surface of different types of nylons which were previously characterized by thermic methods (DSC and TGA), infrared (FT-IR) and X-ray diffraction (XRD): -6, -6,6, -6,10, -6,10, -6,12 and -11. Nylon-6.9, which were included amongst the others, was characterized only by FT-IR and XRD. A methodology based on fluorescence properties of pyrene was employed. Pyrene is a molecule whose vibronic structure strongly depends on the polarity of its environment As was showed, vibronic intensities and fluorescence decays depend on the nylons superficial polarity. So, these polymers can be classified in terms of their polarity according to the class to which they belong, AB (nylons-6 and -11) or AABB (nylons-6,6, -6,9, -6,10 and- 6,12).As a probe,pyrene e make evident that more polar systems show lhe smallest decay times and the highest values of relation II/IIII (which are obtained from the fluorescence spectrum of pyrene adsorbed on the polymeric matrix). Then, nylons can be compared to common solvents by consulting the py polarity scale of pyrene. This probe showed to be a o short-range one: if the monomer owns a molecular axis which is longer than 7Å, then the probe no more "feels" the polarity of the media. It is noteworthy that such a methodology does not require previous preparation of the samples, no matter if they are powder, pellets or films (whatever their thickness is).
Arquivo (Texto Completo): vtls000355021.pdf ( tamanho: 4,63MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ