Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autora: Assis, Rosemary de
Título: Adesivos Poliuretânicos Derivados de PET Reciclado: Síntese, Caracterização e Aplicação
Ano: 2004
Orientadora: Profa. Dra. Maria Isabel Felisberti
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Reciclagem química, PET, Polióis poliésteres, Adesivos poliuretânicos
Resumo: Com o crescimento da produção e reciclagem de garrafas de poli(tereftalato de etileno)-PET no Brasil, torna-se necessário o crescimento de opções para o consumo desse PET reciclado. Esse trabalho teve como objetivo a reciclagem química do PET e a utilização de seus produtos na preparação de adesivos poliuretânicos. O PET reciclado proveniente de garrafas foi despolimerizado através da glicólise com dietileno glicol, ou misturas de dietileno glicol e propileno glicol, utilizando acetato de zinco como catalisador; quando então foi adicionado ácido adípico em diferentes proporções para obtenção de polióis poliésteres com diferentes massas molares, utilizados na preparação de adesivos poliuretânicos através da reação com di-isocianato de tolileno (TDI). Os adesivos apresentaram características definidas para aplicação em embalagens flexíveis e foram comparados com um adesivo comercial. Os produtos obtidos na glicólise, assim como, os polióis poliésteres foram caracterizados por índice de acidez, índice de hidroxila e calorimetria diferencial de varredura (DSC). Os adesivos em solução de acetato de etila (pré-polímeros uretânicos) foram caracterizados pelo teor de isocianato (NCO) e viscosidade. Após a cura dos adesivos pela umidade do ar, estes foram caracterizados por DSC, termogravimetria (TGA) e ensaio de resistência ao despelamento. A glicólise aconteceu parcialmente sob todas as condições aplicadas. A massa molar média numérica dos polióis poliésteres variou entre 895 a 1725 g/mol. Os adesivos, embora com massa molar média numérica próxima, apresentaram viscosidade antes da cura e transição vítrea após a cura diferentes. Os adesivos foram aplicados em filmes de PET metalizado/polietileno e apresentaram boa adesão a esses substratos.
Abstract: In Brazil, the production and recycling index of poly(ethylene terephthalate) -PET have been increased. Therefore it is necessary to increase the possibilities for utilizing this polymer waste. This work aims the chemical recycling as a way to obtain value added products from PET waste. Postconsumer PET bottles were first depolymerized by glycolysis with diethylene glycol or a mixture of diethylene glycol /propylene glycol and zinc acetate as catalyst. The glycolyzed products were reacted with different amounts of adipic acid to yield polyester polyols with different molar mass, and the polyester polyols were them reacted with toluene diisocyanate in the presence of a solvent (ethyl acetate) to obtain polyurethane adhesives. These adhesives were prepared to be used in flexible packaging and were compared with a commercial adhesive. The glicolyzed products and the polyester polyols were characterized by acid value, hydroxyl value and differential scanning calorimetry (DSC). The polyols polyester presented number average molecular weights between 895 to 1725 g/mol. The urethane prepolymers were characterized by isocyanate content (%NCO) and viscosity. After curing by the air moisture, the polyurethane adhesives were characterized by DSC, termogravimetry (TGA) and peel resistance. The adhesive samples presented different viscosity and glass transition temperature depending on the polyol polyester used to prepare them. The adhesives were applied to PET/polyethylene films and presented good adhesion to these substrates.
Arquivo (Texto Completo): vtls000360671.pdf ( tamanho: 2,38MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
2012-2014 BIQ