Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autor: Bianchi, José Carlos de Azambuja
Título: Dois Textos de Química para Dois Vídeos do Programa Como Fazer ? - TV Escola - MEC
Ano: 2005
Orientador: Prof. Dr. Pedro Faria dos Santos Filho
Departamento: Química Inorgânica
Palavras-chave: Modelos explicativos, Material didático, Química no ensino médio, TV escola
Resumo: As dificuldades inerentes às atividades de ensino, em todos os níveis, são percebidas pelos profissionais desta área em todas as regiões do país. Considerando a vasta extensão de nosso território, bem como as discrepâncias e as dificuldades associadas às várias regiões, o Ministério da Educação e Cultura: através da Secretaria de Ensino a Distância, inaugurou, em outubro de 1999, o programa "TV Escola-Como Fazer?". voltado para o ensino fundamental e médio. Em linhas gerais, este programa se baseava na exibição de vídeos, captados em qualquer região do país, com conteúdo adequado para ser explorado em sala de aula, os quais eram acompanhados por um texto adicional, direcionado para o professor, e disponibilizado na Internet. Em termos de alcance, a efetividade do programa é indiscutível; em termos de facilitar a vida do professor, isso só o tempo dirá! Considerando as dificuldades associadas à utilização destes recursos em aulas de Química, bem como as condições dos professores desta disciplina em regiões mais afastadas dos grandes centros, e que utilizam as imagens do programa TV Escola-Como Fazer? em suas aulas, decidimos contribuir para a melhoria do material didático que acompanha estes vídeos. Desta forma, nos propusemos a analisar dois vídeos, indicados pelos especialistas do MEC, para serem utilizados em aulas de Química, e produzir um material didático, adicional àquele proposto pelo MEC, direcionado para o professor, e que contemple uma abordagem diferenciada dos assuntos explorados nos vídeos. O primeiro vídeo analisado intitula-se "Ataque Ácido". O texto que preparamos para acompanhá-Ia trata as várias definições de ácidos e bases, seguindo uma seqüência cronológica de como as mesmas foram sendo propostas, enfatizando os vários argumentos que as sustentavam. Iniciamos com Boyle, passando por Arrhenius e Bronsted, chegando a Lewis e a importância da existência de pares de elétrons não compartilhados, no comportamento das espécies. Finalmente, apresentamos as definições de Pearson para ácidos e bases duras e moles. Esta seqüência cronológica é direcionada para o professor e oferece a ele os subsídios necessários para o entendimento destes conceitos e a sua abrangência. Na seqüência deste texto, sugerimos uma forma de transpor este assunto para o ensino médio. Nesta parte, julgamos conveniente apresentar as definições de Boyle, Arrhenius e Bronsted, com ênfase neste último. Deste modo, sugerimos um percurso histórico e evolutivo das definições, uma vez que julgamos necessário enfatizar as noções sobre forças de ácidos e bases, utilizando a constante de equilíbrio. No outro vídeo analisado, "Lavoisier e a Composição do Ar", resgatamos as primeiras idéias sobre a estrutura da matéria, sugeridas pelos antigos filósofos gregos, de onde desenvolvemos os conceitos de modelos e teorias, da maneira que os utilizamos atualmente. Na seqüência, exploramos o pensamento e ação dos alquimistas diante das transformações dos materiais, até a elaboração da teoria do flogístico. Em seguida, estudamos os trabalhos de Lavoisier e os seus resultados importantes que serviram de fronteira para os novos modelos e teorias. Finalmente, sugerimos a transposição para o ensino médio, seguindo a mesma seqüência histórica, procurando enfatizar os aspectos relacionados ao atomismo grego, ao flogístico e, sobretudo, ao trabalho de Lavoisier. Nesta seqüência, mantivemos a questão essencial relativa à evolução dos modelos e teorias sobre a estrutura da matéria, e a sua contribuição no entendimento da mesma, que julgamos adequada ao ensino médio. Em nossa opinião, este material representa uma contribuição para a melhor utilização dos vídeos propostos no programa TV Escola-Como Fazer?, e será de grande valia, particularmente, para aqueles professores que se encontram isolados, em regiões mais remotas e que não dispõe de condições materiais, ou mesmo convívio, para compartilhar e solucionar seus problemas e suas dúvidas, tão comuns no ensino de Química.
Abstract: The teaching professionals, in all regions of the country, notice the inherent difficulties of their activities in all levels. Considering the large size of our territory such as the discrepancy and the difficulties from the several regions, the Education and Culture Ministry, through Distance Learning Secretary, inaugurated, in October 1999, the program "TV Escola - Como fazer?" for elementary and high school. As a general rule, this program stablished on videos, picked up anywhere in the country, with suitable content to be developed in the classroom. There were texts with the videos for the teacher, which are available in Internet. In terms of reaching, the program works, in terms of providing the teacher's work, only the time will tell. Considering the difficulties to make use of these resources in Chemistry class, such as the Chemistry teachers' conditions in the farthest regions from the big centers, who use the TV Escola - Como Fazer? program in their classes, we decided to contribute to the improvement of didactic material, which comes with these videos. In this way, we propose to analyze two videos, indicated by MEC specialists, to be used in Chemistry class and produce other didactic material for the teacher, which has a different approach from the videos subjects. The title of the first analyzed video is "Ataque Ácido". The text, that we prepared for the video is about severaI acid-base definitions, following a chronological sequence as they were proposed and many arguments, that supported them, are emphasized. We started with Boyle, through Arrhenius and Bronsted, until Lewis and the importance of electrons pairs non-shared in the species behavior. Finally, we introduce the Pearson's definitions for hard and soft acid-base. This chronological sequence is directed towards the teacher and offers him the necessary aids to understand these concepts and their use. In the sequence of this text, we suggest a way to transfer this subject to high school. In this part we suppose convenient to introduce the Boyle's, Arrhenius' and Bronsted's definitions, with emphasis on last one. Thus, we suggest a historic and evolutionary way of definitions, since we suppose necessary to emphasize the ideas about acid-base power, with the constant of equilibrium. In the other analyzed video, "Lavoisier e a Composição do Ar', we recovered the first ideas of the material structure, which were suggested by ancient Greek philosophers, whose we developed the models and theories concepts in the way we use nowadays. After that we explored the alchemists' ideas and actions since the material change until the working out of flogistic theory. Then we analyzed the Lavoisier's studies and their important results, which worked as border for the new models and theories. Finally, we suggest the transferring to high school, following the same historic sequence, with emphasis on features connected to Greek atomism, flogistic and, above all, to Lavoisier's study. In this sequence, we kept the essential question about the models and theories evolution in the material structure, that we suppose suitable to high school. In our opinion, this material means a contribution for a better use of proposed videos in the TV Escola - Como Fazer program, and it will have a great worth, above all, for those teachers, who are by themselves, in farther regions without material conditions or other people to share and solve their problems and their doubts so usual in the Chemistry leaming.
Arquivo (Texto Completo): vtls000361205.pdf ( tamanho: 6,92MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ