Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autora: Bromberg, Natália
Título: Atividade Antitumoral de Metabólitos Bacteriano e Fúngico
Ano: 2005
Orientador: Prof. Dr. Nelson Eduardo Durán Caballero
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Câncer, Compostos naturais, HL60, Apoptose
Resumo: Os potenciais imuno e quimioterapêutico de dois compostos, o imunomodulador agregado protéico de fosfolinoleato-palmitoleato de amônio e magnésio (P-MAPA) produzido por Aspergillus oryzae e o pigmento citotóxico violaceína, produzido pela Chromobacterium violaceum, foram avaliados neste trabalho. Para tanto, foram utilizados os modelos experimentais murinos do carcinoma renal (RENCA), tumor ascítico de Ehrlich (TAE), carcinoma pulmonar de Lewis (3LL) e linhagens de células endoteliais e da leucemia mielocítica humana (HL60). Resultados obtidos em experimentos in vivo sugeriram atividade antitumoral para a violaceína nas doses de 0,1 e 1,0 mg kg no modelo experimental do TAE, enquanto o composto P-MAPA, na dose de 5 mg kg, também apresentou atividade nos modelos RENCA e 3LL. Além disso, observou-se uma redução no número de metástases pulmonares no grupo de animais inoculados com RENCA e tratados com P-MAPA após a nefrectomia do rim contendo o tumor primário, indicando uma contribuição do composto em protocolos de tratamento de doença residual. Alguns aspectos dos mecanismos envolvidos nestas respostas também foram investigados pela análise de diferentes parâmetros celulares e moleculares in vitro e/ou in vivo como a indução de apoptose, atividade de células "natural killer" e produção de citocinas. O estudo da citotoxicidade da violaceína em culturas de células RENCA, TAE e HL60 demonstrou a indução de processo apoptótico como mecanismo de ação da droga. A apoptose foi estudada utilizando-se a reação de Feulgen, determinação de fragmentação de DNA, avaliação da atividade de caspases, ensaio de marcação com Anexina V/PI, alterações na expressão da proteína Bcl-2 e no potencial transmembrana mitocondrial (Dy). O potencial antitumoral demonstrado nesta tese para os metabólitos estudados reforça a possibilidade de aplicação na terapêutica contra o câncer, sendo ainda promissor considerá-Ios em estudos futuros de terapia combinada.
Abstract: The immuno and chemotherapeutic potentials of two natural compounds, the proteic aggregated polymer of magnesium ammonium phospholinolate-palmitoleate anhydride (P-MAPA) isolated from Aspergillus oryzae and the cytotoxic violacein isolated from Chromobacterium violaceum, were evaluated in the present work. The murine renal cancer model (RENCA), the Ehrlich ascites tumor (EAT), the Lewis lung carcinoma (3LL), human and murine endothelial cells and the human myelocitic leukemia cell line (HL60) were used as experimental models. The results from in vivo experiments suggested an antitumoral activity for violacein in EAT-bearing mice treated with 0.1 and 1.0 mg kg, whereas the P-MAPA compound, administrated at 5 mg kg doses, also extended the survival of RENCA-bearing mice and 3LL tumors. A reduced number of pulmonary metastases was observed in the group of RENCA-bearing mice treated with P-MAPA after nephrectomy of the primary tumor-bearing kidney, suggesting that it may be useful in therapeutic approaches to treat the residual disease. Some aspects of the mechanisms involved in these responses were investigated by analysis of different in vivo and/or in vitro cellular and molecular parameters such as apoptosis induction, natural killer cell activity and cytokine production. The study of violacein cytotoxicity on RENCA, EAT and HL60 cell cultures indicated the induction of apoptosis as a mechanism of action. Several techniches were used to charaeterize the apoptotic process such as Feulgen reaction, determination of DNA fragmentation, evaluation of caspase activity, flow cytometry Annexin V/PI assay, evaluation of BcI-2 protein expression and changes in the mitochondrial transmembrane potential (Dy). The antitumoral potential of these metabolites, as demonstrated in this work, reinforces the possibility of their application on cancer therapeutics and in future studies of combined therapy.
Arquivo (Texto Completo): 000350378.pdf ( tamanho: 26,3MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ