Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autora: Simoni, Déborah de Alencar
Título: Adsorção de Zn, Sr e Pb em Fosfatos de Cálcio e Fase Óssea Inorgânica
Ano: 2004
Orientador: Prof. Dr. Celso Aparecido Bertran
Coorientador: Prof. Dr. José de Alencar Simoni
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Adsorção, Íons metálicos, Fosfatos de cálcio
Resumo: A fase inorgânica dos tecidos duros de seres humanos e animais (ossos e dentes) é constituída, essencialmente, por fosfatos de cálcio, sendo o principal deles a hidroxiapatita (HAP: Ca10(PO4)6(OH)2). A presença de íons, tanto no fluido biológico em permanente contato com os ossos, quanto na fase óssea inorgânica, parece influenciar sua formação e características, como cristalinidade e estabilidade. Por esta razão, as interações entre a fase mineral óssea e estes íons são de interesse, principalmente quando são introduzidos, por exemplo, por contaminação acidental. Neste projeto, foi estudada a interação entre HAP sintética e fase óssea inorgânica, com os íons metálicos Zn, Sr e Pb, a partir da determinação de isotermas de adsorção obtidas em condições experimentais de temperatura e força iônica próximas às fisiológicas. Os materiais utilizados como adsorventes foram: 1. fosfatos de cálcio: sintetizados por precipitação; 2. fase óssea inorgânica: extraída de calotas cranianas e fêmures de ratos wistar; A quantificação dos íons metálicos foi feita através das técnicas de fluorescência de raios X (FRX) e espectroscopia de emissão ótica por plasma indutivamente acoplado (ICP-OES). As isotermas foram tratadas segundo os modelos de Langmuir e de Freundlich para a determinação de parâmetros que representam o equilíbrio adsorvente / adsorbato. Os resultados obtidos mostraram que: a adsorção, independentemente do íon metálico, é maior para a fase óssea inorgânica do que para a HAP sintética; as quantidades de íons adsorvidos, independentemente do material adsorvente, segue a ordem: Pb > Zn > Sr e os mecanismos predominantes dos processos de adsorção são a adsorção na superfície do adsorvente e a troca iônica dos íons Ca pelos íons metálicos estudados.
Abstract: The inorganic phase of human and animal hard tissues (bone and teeth) is mainly composed by calcium phosphates, where hidroxyapatite (HAP: Ca10(PO4)6(OH)2) is the most important of them. The presence of ions in the body fluid, which is in permanent contact with bone, and in the bone inorganic phase itself, seems to influence the bone formation and its characteristics, like crystalinity and stability. Therefore the interactions between the bone inorganic phase and these ions are of interest, specially when these ions are introduced, for exemple, by accidental contamination. In this work, the interaction between synthetic HAP and bone inorganic phase with the metallic ions Zn, Sr e Pb were studied, through the determination of adsorption isotherms obtained in temperature and ionic strength close to physiological conditions. The adsorvent materials used were: 1. calcium phosphates: obtained by precipitation; 2. bone inorganic phase: extracted from craneous and femurs of wistar rat; The quantification of the ions were conducted by X Ray Florescence (XRF) and induced coupled plasma optical emission spectroscopy (ICP-OES). The Langmuir and the Freundlich models were applied to interpret the adsorption isotherms and to obtain the parameters that represent the adsorvent / adsorbate equilibrium. The isotherms parameters showed that the adsorption of ions is higher for bone inorganic phase then for synthetic calcium phosphates, the amount of ions adsorbed, for both adsorbents, follows the order: Pb > Zn > Sr and that the most important mechanisms of adsorption are the adsorption on the adsorbent surface and the Ca ionic exchange.
Arquivo (Texto Completo): vtls000375933.pdf ( tamanho: 1,53MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ