Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
TESE DE DOUTORADO
 
Autor: Turchet, Renato
Título: Blendas Ternárias PPO/AES/PS: Estudo da Miscibilidade, Compatibilidade e Estabilidade Fotooxidativa
Ano: 2006
Orientadora: Profa. Dra. Maria Isabel Felisberti
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Blendas, Miscibilidade, Propriedades mecânicas, Envelhecimento
Resumo: O objetivo deste trabalho foi preparar e avaliar o comportamento de blendas ternárias PPO/AES/PS com relação aos aspectos de miscibilidade, compatibilidade, propriedades mecânicas e estabilidade fotoquímica, bem como comparar estas propriedades com as das blendas PPO/HIPS. Neste trabalho as blendas ternárias PPO/AES/PS foram elaboradas a partir da mistura mecânica no estado fundido de PS, poliestireno, PPO, poli(2,6-dimetil-1,4-óxido de fenileno) e AES, um elastômero termoplástico obtido pela enxertia de SAN, poli(estireno-co-acrilonitrila) no EPDM, poli(etileno-co-propileno-co-5-etilideno-2-norboneno). Foram preparadas três séries de blendas ternárias, contendo respectivamente 40, 50 e 60 % de PPO. Em cada série variou-se a fração mássica do AES de 10, 15, 20 e 30 %. Para fins de estudos comparativos, também foram preparadas as blendas binárias PPO/AES, PPO/PS e AES/PS na composição 50/50 e as blendas binárias de PPO e poliestireno de alto impacto, HIPS, contendo o mesmo teor de PPO que as blendas ternárias. A análise dinâmico-mecânica das blendas ternárias revelou um comportamento de fases complexo, sendo possível verificar a existência de uma fase elastomérica de EPDM dispersa em uma matriz constituída por várias fases, sendo uma delas a mistura miscível PPO/PS. Tal comportamento deve-se ao fato do PPO e PS serem totalmente miscíveis, já o PS é miscível com SAN quando este contém menos que 5% em massa de acrilonitrila, e o PPO é miscível com SAN quando este contém menos que 10% em massa de acrilonitrila. As blendas ternárias apresentam propriedades mecânicas dependentes do teor de AES. O aumento do teor de AES promoveu um significativo aumento na resistência ao impacto com ligeira queda no módulo e na resistência à tração. Entretanto, somente algumas composições apresentaram desempenho mecânico superior às blendas PPO/HIPS. Ensaios de envelhecimento acelerado mostraram que as blendas ternárias são mais estáveis que as blendas PPO/HIPS que possuem uma fase elastomérica insaturada.
Abstract: The aim of this work was to prepare and to evaluate the PPO/AES/PS ternary blends behavior with respect to miscibility, compatibility, mechanical properties and photochemical stability aspects, as well as to compare these properties to the PPO/HIPS blends. In this work, the PPO/AES/PS ternary blends were obtained from the melt mixture PS, polystyrene, PPO, poly(2,6-dimethyl-1,4-phenylene oxide), AES, a thermoplastic elastomer constituted by a grafting of SAN, poly(styrene-co-acrylonitrile), on EPDM, a poly(ethylene-co-propylene-co-diene) elastomer.Three series of the ternary blends containing 40, 50 and 60 % of PPO were prepared. In each ternary blends series the AES’s mass fraction variation was 10, 15, 20 and 30 %. To perform a comparative study, the binary blends PPO/AES, PPO/PS and AES/PS, with composition 50/50%, and the PPO/HIPS binary blend with the same PPO’s contents that the ternary blends, were also prepared. The dynamical mechanical analysis of the ternary blends showed a complex phases behavior, with the EDPM elastomeric phase dispersed in a matrix constituted by several phases, one of them the miscible blend PPO/PS. Such behavior is due to the fact that PPO and PS blends are miscible blends, while PS is only miscible with SAN when it contains less than 10 % wt of acrylonitrile and PPO/SAN blends are also miscible if the acrylonitrile composition is less than 5 wt %. The ternary blends presents mechanical properties dependent on the blend AES content. The increase in the AES content in the blends resulted in a significative increase in the impact resistance and a slight drop in the modulus and tensile resistence. However, only some compositions showed better mechanical performance than PPO/HIPS blends. Accelerated aging showed that the ternary blends are more stable than the PPO/HIPS blends that present an unsaturated elastomeric phase.
Arquivo (Texto Completo): vtls000398414.pdf ( tamanho: 5,29MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ