Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autor: Mattos, Rodrigo Alves de
Título: Estudo das Interações do Herbicida Glifosato com Argila Natural Brasileira Monoiônica
Ano: 2008
Orientador: Prof. Dr. José de Alencar Simoni
Departamento: Físico-Química
Palavras-chave: Argila, Adsorção, Montimorilonita, Glifosato
Resumo: Neste trabalho estudou-se a adsorção do glifosato em argila (montimorilonita), monoiônica com Na, Cu, Ca, Al e Zn. A montimorilonita utilizada é do tipo bentonita, da região de Boa Vista, Campina Grande, Paraíba,e foi caracterizada por difratometria de raios-X, microscopia eletrônica de varredura, espectroscopia do infravermelho, análise química, capacidade de troca iônica, área superficial, análise termogravimétria e calorimetria diferencial de varredura (DSC). Os processos de adsorção de glifosato pelas argilas monoiônicas mostraram valores máximos de adsorção na seguinte ordem: Arg-Na<Arg-Ca<Arg-Zn<Arg-Al<Arg-Cu. Em relação ao pH, observou-se que em pH 6,5, a adsorção é maior que em pH 3,0. Em relação à temperatura, os processos de adsorção são mais intensos quando se diminui a temperatura. Os estudos utilizando-se a calorimetria mostraram que a formação de complexos íon metálico-glifosato, são endotérmicas para alumínio e cobre e exotérmicas para cálcio e zinco. Entretanto, em meio heterogêneo, envolvendo as argilas, todos os processos se mostraram exotérmicos, o que evidencia a grande importância relativa da matriz argila no processo como um todo. Há que se acrescentar que os estudos calorimétricos envolvendo as adsorções de glifosato nas argilas não são completos em vista de dificuldades experimentais na obtenção dos resultados.
Abstract: This research studies the glyphosate adsorptions in monoionic montimorilonite clay with Na, Cu, Ca, Al e Zn. The clay used is bentonite type. It comes of Boa Vista region in Campina Grande in the Brazilian state of Paraiba. It has been characterized by X-Ray, Scanning Electron Microscopy (SEM), Infra-Red Spectroscopy (IR), Chemical Analysis, ionic change capacity, surface area, thermogravimetric analysis (TA) and digital scanning calorimetry (DSC). The glyphosate absorptions process in monoionic clays has showed that absorption maximum values follow the order: Arg-Na<Arg-Ca<Arg-Zn<Arg-Al<Arg-Cu. With the pH variations it is noticed that absorption is higher at pH 6.5 than pH 3.0. Moreover, the absorption x temperature function has also been studied and it has been concluded that when the temperature increases, the absorption decreases. The studies that used calorimetry showed that the formation of ionmetals- ghyphosate complexes is endothermic for aluminium and copper. The process is exothermic for calcium and zinc. However, in heterogeneous midiums all process proved to be exothermic, which showed the great importance of the clay matrix in the process. One must add that calorimetry studies of glyphosate adsorption in clays are not complete because of the many experimental difficulties in obtaining results.
Arquivo (Texto Completo): 000423963.pdf (tamanho: 2,55MB)

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ