Comissão
Estatuto
Histórico
Localização
Contato
BIQ
BIBLIOTECA DO INSTITUTO DE QUÍMICA
UNICAMP

 
DISSERTAÇÃO DE MESTRADO
 
Autora: Ribeiro, Maria Eliana Lopes
Título: Estudo do Comportamento de Compostos de Cr(III) Dopados com Cr(VI)
Ano: 1987
Orientador: Prof. Dr. Carol H. Collins
Departamento: Química Analitica
Palavras-chave: -
Resumo: Neste trabalho foi estudado o comportamento de Cr(VI) dopado em compostos de Cr(III) e em diferentes soluções ácidas e básicas, com ou sem carregador e/ou Cr(III) presente. Foram utilizados, como matrizes, Cr(OH)3 e Cr(NO3)3 dopados com Cr(VI) por coprecipitação ou aplicação superficial. As soluções contendo Cr(VI) e os cristais dopados, dissolvidos em água e em soluções ácidas e básicas em diferentes concentrações, foram analisadas por cromatografia de troca iônica. Através da contagem dos raios gama emitidos pelas frações separadas nestas análises determinou-se a distribuição da radioatividade. As contagens foram feitas em um contador de cintilação sólido NaI(Tl), obtendo-se resultados que permitiram uma avaliação do comportamento de Cr(VI) em soluções e em compostos de Cr(III). Os resultados obtidos mostram que, em diferentes meios, a presença de grandes quantidades de Cr(III) afeta o comportamento químico do Cr(VI), pelo aparecimento de quantidades relativamente altas de Cr(III) M e Cr(III) P. A presença de carregador (Cr(VI) inativo) nas soluções, minimiza, em alguns casos, a formação de Cr(III), mas não a impede. Nos estudos envolvendo Cr(OH)3 conseguiu-se obter uma dopagem eficiente, porém, problemas de solubilidade impediram o, uso deste como matriz, para estudos de recozimento. As análises com Cr (NO3)3, dopado superficialmente, indicaram, quase sempre, a presença de uma grande quantidade de Cr(III) após a dissolução. Comparando os resultados obtidos em dissoluções ácidas e básicas com a presença de carregador, conclui-se que o Cr (VI) dopado na superfície do Cr(N03)3 foi reduzido à Cr(III) ainda nesta superfície. Baseados nisto, propomos que as águas de hidratação do [Cr(H2O)6], em contato com os ânions nitratos dentro do cristal, seriam a fonte do agente redutor.
Abstract: In this work the behaviour of Cr(VI) doped in Cr(III) compounds and in different acidic and basic solutions has been studied, with and without carrier and/or in the presence of Cr(III). Cr(OH)3 and Cr(NO3)3 were doped with Cr(VI) by coprecipitation and by superficial application. Solutions containing Cr(VI) and doped solids dissolved in water or in acidic or basic solutions, were analysed by ion chromatography. Gamma ray counting, using a NaI(T1) scintillation counting system, of fractions separated in these analyses gave the distribution of Cr of the several species. These results allowed an evaluation of the behaviour of Cr(VI) in solutions and Cr(III) compounds. The results obtained show that in the different media, large quantities of Cr(III) affect the chemical behaviour of Cr (VI). The presence of carrier ( inactive Cr(VI)) in the solutions reduces, in some cases, the observed quantity ofCr(III), but does not eliminate it. Efficient doping has been achieved for Cr(OH)3, but problems of solubility prevent the use of this matrix for annealing studies. Analysis of superficially doped Cr(NO3)3 has shown the presence of much Cr(III) after dissolution. Acidic and basic dissolutions with added carrier have shown that Cr(VI) doped onto the surface of Cr(NO3)3 is reduced to Cr(III). We propose that the hydratation water of [Cr(H2O)6] in contact with nitrate ions may act as the reducing agent.
Arquivo (Texto Completo): vtls000056205.pdf ( tamanho: 3,82MB )

Instituto de Química / Caixa Postal n° 6154
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
13083 - 970, Campinas, SP, Brasil
e-mail: biq@iqm.unicamp.br
© 2012-2014 BIQ